Geraldo Maia e Zé Manoel unem o lirismo à delicadeza em Horizonte Castanho

O lirismo da voz de Geraldo Maia, com a delicadeza chopiniana do piano de Zé Manoel, em Horizonte Castanho, parceria de Maia com Marco Polo, uma modinha do século 21. Gravado em setembro, no estúdio Carranca. Zé Manoel participa também cantando. O single é o inicio de um novo projeto de disco de Geraldo Maia, cujo último álbum, Avia, é de 2015. O single circula nas plataformas digitais desde 1º de dezembro.

“Minha idéia é trabalhar em cima das minhas raízes e das estreitas ligações com Portugal e com o universo sonoro ibérico. Sempre quis mexer com esses elementos de modo mais efetivo, e agora convidei dois velhos parceiros letristas para me ajudarem nessa empreitada: Paulo Marcondes e Marco Polo”, adianta Geraldo, que fará o primeiro disco inteiro com voz e piano.

Além da gravação do novo disco, Geraldo Maia está envolvido com novas propostas musicais, e na segunda quinzena deste mês, ele grava a terceira música do seu projeto Vozes da Cura, que já contou com as participações de Ciel e de Diva Menner, e, agora, recebe o cantor Almério. Voltado para o público LGBTQI +, o projeto nasceu do desejo de Geraldo Maia se manter ativo em prol da causa, uma vez que o Brasil, infelizmente, ostenta índices vergonhosos de discriminação, violação de direitos, e uma escalada contínua nas taxas de homicídios de pessoas da comunidade LGBTQI +.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: