Venda de obra completa: a saída das estrelas da música americana em um ano pandêmico

A Rolling Stone, edição americana, anuncia o listão de artistas do rock que mais faturaram em 2021, mais um ano pandêmico, portanto atípico. Foi mínimo o faturamento com shows,  a principal fonte de renda de bandas e intérpretes, mesmo quando vendiam vinil, cassete ou CD. A onda de 2021 passou para a venda da obra completa, ou com projeto paralelos não musicais. Quem mais embolsou dólares em 2021, foi Bruce Springsteen, cujo catálogo a Sony Music adquiriu por 550 milhões de dólares. Bruce faturou mais 40 milhões, em dois projetos em parceria com Barrack Obama, um podcast (para o Spotfy), e um livro, ambos intitulados Renegades: Born in the USA.

Algo que não é novidade na música popular, mesmo com tantas mulheres intérpretes e  compositoras, elas são minoria entre os dez mais. Apenas duas entraram no listão. Taylor Swift, que faturou US$ 80 milhões, com shows e vendas de discos, e Stevie Nicks, esta pela venda de 80% de seu catálogo, solo e com o Fleetwood Mac. Nem todos entre os demais são do pop, rock ou rap. Blake Shelton é da country music, uma celebridade americana, que engordou a conta bancária em 83 milhões, 50 milhões pela venda do catálogo (e tem apenas 45 anos).

Vender obra completa, curiosamente, não pegou no Brasil, não sei se devido a algum gargalo burocrático, ou porque as empresas não se interessa, mas rendeu ao Mötley Crüe 90 milhões de verdinhas americanas, pela venda das fitas masters à gravadora. O grupo teve o bom senso de se tornar dono das masters de todos seus discos. Foi o único do heavy metal, em 2021, a faturar com este lucrativo expediente. Lindsey Buckingham, ex de Stevie Nicks, recebeu o mesmo que ela: 100 milhões pela venda de sua obra, cerca de 160 canções, solo ou com o Fleetwood Mac. Pegou uma grana boa a Red Hot Chili Peppers repassando o catálogo por 145 milhões de dólares, enquanto o ilustre desconhecido, por aqui, Ryan Tedder desfez-se do seu catálogo por 200 milhões de dólares. Tedder é vocalista da banda OneRepublic, produtor requisitado, e compositor gravado por nove entre dez estrelas do pop.

Na linha de chegada, o rapper Kanye West é o quarto colocado com 250 milhões, boa parte vinda de uma marca de tênis, a Yeezy. Paul Simon comemorou os 80 anos de vida, sem preocupações com grana. Seu catálogo agora pertence à Sony Music, comprado por 260 milhões. O segundão neste listão milionário é o rapper e empresário Jay-Z (na foto) um faturamento de 460 milhões de dólares, com a música em segundo plano. Jay-Z negociou uma marca de champanhe, Armand de Brignac, segundo críticos, o melhor do mundo. O rapper vendeu 50% da marca para a LVMH por 300 milhões. Outra bolada veio de um negócio com a Tidal, plataforma de música por stream, 80% vendida por mais 300 milhões, divididos com o rapper e seus sócios.

Os dez mais na ordem decrescente, e respectivos milhões de dólares

Taylor Swift –  80
Blake Shelton –  83
Mötley Crűe – 90
Lindsey Buckingham – 100
Red Hot Chili Peppers – 145
Ryan Tedder  – 200
Kanye West – 250
Paul Simon – 260
Jay-z  – 460
Bruce Springsteen – 590

4 comentários em “Venda de obra completa: a saída das estrelas da música americana em um ano pandêmico

Adicione o seu

  1. E essas major desovam essas fortunas nesses artistas pra quê? Já sabes?! – Depois que a música gravada ficou grátis (conforme o livro de Stephen Witt), isso me cheira a lavagem de dinheiro, pra não pagarem imposto de renda!

    Curtir

    1. poucos baixam músicade graça, a maioria escuta nos aplicativos. Que paga bem às editoras, e a gravadoras, que pagam pouco ao artista. Além do mais estas obras vão vender para sempre, não são músicas descartáveis, tanto que já tocam desde os anos 60.

      Curtir

      1. Pode ser que, na verdade, as majors apostam na construção de “standars”. As obras se tornam clássicas e retornam esses investimentos ao longo de décadas, séculos, enfim.

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: