Caetano Veloso teria escutado o reggae de Derrick Harriott em Portobello Road?

“Walk down Portobello Road to the sound of reggae”, neste verso de Nine out of Ten, de Caetano Veloso (de Transa, 1972) a palavra “reggae” foi apresentada aos brasileiros. Quase ninguém tinha ideia do que se tratava. Portobello Road é local onde se encontravam muitos jamaicanos, e caribenhos em geral. Curiosamente, Wanderléa foi pioneira, em 1964, em introduzir o ska no Brasil, com Meu Bem Lollipop, versão de Gerson Gonçalves para My Boy Lollipop (Morris Levy/Johnny Roberts), primeiro grande hit saído da Jamaica nos anos 60, na voz de uma adolescente de 15 anos, Millie Small.

Quando Caetano andava por Portobello Road, em 1970, é provável que o reggae que escutou tenha sido do álbum The Undertaker, formado pelo produtor e músico Derrick Harriott com os conterrâneos The Dynamites, sob o nome de The Crystalites. O disco é instrumental, com cada faixa entremeada por falas bem-humoradas. Por esta época o reggae ainda estava sendo formatado, tinha muito de rocksteady, de levada mais cadenciada.

O disco The Undertaker fez muito sucesso entre os caribenhos que viviam na Inglaterra, e estava há décadas fora de catálogo (foi lançado pela Trojan). Esta semana o álbum foi reeditado com 14 faixas a mais (no original eram 12), todas tocadas com grupos montados por Derrick Harriott, algumas de 1969. É música para um domingo de sol, alegre, dançante, despretensiosa, mas inventiva. Certas faixas lembram os grupos instrumentais de iê-iê-iê, sobretudo pela ênfase nos solos de órgão. Os temas são próprios, ou covers (um deles de Lady Madonna, dos Beatles).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: