Lula Côrtes e Má Companhia abriram o primeiro FIG num show em que só tocaram uma música

A robusta edição comemorativa de 30 anos do Festival de Inverno de Garanhuns, retomado depois de dois anos, que termina nesse 31 de julho, teve Zé Ramalho como a grande atração da noite inaugural em 1991. No entanto, pouca gente sabe, ou se lembra, que quem primeiro tocou no FIG foi Lula Côrtes & Má Companhia, uma participação conturbada. E quem recorda agora o episódio é o guitarrista e vocalista da Má Companhia, Xandinho. O caso como o caso foi:

 “A gente tocou num dia em que teve Zé Ramalho. O palco ficava ao lado da estação do trem, não era nem palco, mas um palanque. Chegamos lá meio-dia, e passamos a tarde tentando arranjar um hotel, com fome, os instrumentos no carro, e a gente só ia voltar no outro dia. Fomos passar o som. Todo mundo passou, ficamos por último, já depois das seis horas, de noite. Havia um público grande em frente ao palanque.

Lula pediu pra gente tocar Like a Rolling Stone (Bob Dylan), pra ver como tava o som, e depois ele entraria. Rubinho na bateria, Bicudo na guitarra, Sérgio no baixo e eu na outra guitarra, era a formação da Má Companhia. Quando comecei a cantar Like a Rolling Stone, tinha gente pra cacete também em cima do palanque, políticos, pessoas da cidade. Chega o palanque balançava. Quando terminei de testar o som, desligaram a luz do palco e o retorno, mas não desligaram o P.A. Lula gritou: ‘Que merda é esta?”.

 Aí veio um cara e disse pra Lula que ali ninguém cantava em inglês. Lula gritou pra que o rapaz não tocasse nele, que falasse de longe, e começou a empurrar o cara, que falou que ali só podia cantar forró ou MPB, em inglês ninguém cantava, então levantou a camisa, apareceu o revólver. Aí intimidou Lula, que ficou, pra lá e pra cá, feito um preá brabo numa lata. Eu sem entender bem o que tava acontecendo. O pessoal da plateia ficava gritando ‘Raul Seixas, vai tocar o quê? ’. Ou então, por causa daquela barba branca, chamavam Lula de Papai Noel. Eu comecei o riff de Sociedade Alternativa, e Lula cantou a música de Raul. Quando terminamos, desligaram tudo. Abrimos o festival só na passagem do som. Depois rolou legal, Zé Ramalho cantou sem problemas. Os jornais noticiaram. No Diário de Pernambuco saiu que Lula não queria sair do palco, essa fama dele começou daí. Disseram que a gente entrou sem ser convidado. Mas Lula tinha aquele papel assinado com a Fundarpe”, o testemunho de Xandinho, três décadas depois. Lula Côrtes faleceu em 2011. A Má Companhia, criada no final dos anos 80, continua nos palcos, passando por várias formações, sempre com Xandinho nos vocais, uma das bandas mais longevas de Pernambuco.

Um comentário em “Lula Côrtes e Má Companhia abriram o primeiro FIG num show em que só tocaram uma música

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: