Soyuz, banda do distante e misterioso Belarus, lança disco com influência da MPB dos anos 70

O selo inglês Mr.Bongo notabiliza-se pelo catálogo de discos raros e, ou, fora da curva, com um viés para a música brasileira dos anos 70, incluindo a psicodelia pernambucana  daquela década.
O selo engatilha um lançamento ainda mais fora da curva, com músicos do Brasil, EUA, e de Belarus, que integram o grupo chamado Soyuz (união em russo).
Force of the Wind é o titulo do álbum; gravado em Minsk, Belarus, tendo à frente  Alex Chumak, vocais, o multi-instrumentista Mikita Arlou, e o baterista Anton Nemahai, com forte influência de nomes feito Milton Nascimento, Lô Borges, Burnier & Cartier, ou Arthur Verocai.
Num texto de divulgação, o popular release, Alex Chumak derrama-se em elogios a música brasileira setentista. Diz que, quando a escutou pela primeira vez,  lhe pareceu tão familiar como se a ouvisse desde a infância.
Сила ветра, nome do disco em russo, é  cantado nesta língua e em português (há também faixas instrumentais). Destaque no disco, o paulista Sessa (ex-Garotas Suecas), que está com um disco solo, Estrela Acesa, incensado na Europa e Estados Unidos. O outro brasileiro de Soyuz é Gabriel Milliet, que atua na Holanda.

45s

A Mr.Bongo tem discos de praticamente todas as partes do planeta, com uma reverencia à música brasileira, tanto de artistas manjados, quanto nomes que os próprios compatriotas ignoram, ou não dá o devido valor. Pros aficionados em vinil, o selo tem uma série batizada de Brazil 45s que, como o nome explicita, relança antigos compactos em 45 rotações com uma ampla variedade de raridades. Na última fornada tem, entre outros, um disco de vinil, de sete polegadas com Passaro Selvagem, com Os Carbonos, e Palco Azul, com Sandra de Sá. Subestimado,

Os Carbonos foi um grupo de baile paulistano, tipo Roupa Nova, que gravou em discos de muita gente boa, mas nunca foi muito levado a sério pela crítica. Com o nome de Magnetics Sounds, anos 70, gravou dois LPs batizados de Super Erótica, pegando carona no sucesso Je T’aime Moi Non Plus, de Serge Gainsbourg. Outro 45 reúne o obscuro Brazilian Boys, com Rubinho e Mauro Assumpção, com Tá Tudo Aí. E ainda, Os Devaneios, na linha de Os Originais do Samba, com A Beleza É Você Menina e Embalo Diferente, ambas de final dos anos 70.

Boa parte da música brasileira no catálogo da Mr.Bongo dificilmente será relançada pelas gravadoras responsáveis pelas edições originais brasileiras. Claro, os ingleses estão a fim de faturar em cima da turma que considera que o vinil emite os melhores dos sons. Mas acaba sendo de utilidade pública.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: