Ao Compasso do Frevo, livro requintado, dedicado a concurso de frevo promovido pela Fundaj

Em 2021, em plena pandemia, a Fundaj promoveu o I Concurso Nordestino do frevo, cujo homenageado foi o Maestro Duda. 270 autores se inscreveram, 236 deles de Pernambuco. O festival ganhou um livro e um disco. O primeiro, intitulado Ao Compasso do Frevo, organizado pela jornalista Karla Veloso, Coordenadora de Comunicação da entidade. As apresentações são assinadas pelo presidente da Fundação Joaquim Nabuco, escritor Antonio Campos, e pelo escritor e jornalista Mário Hélio, da diretoria de Memória, Cultura e Arte da instituição.

Concursos de frevo,. e de música em geral, são limitados ao disco com as finalistas. No entanto, os vencedores do concurso de frevos patrocinado pela Fundaj tiveram direito a bem mais que isso. Ganharam um livro produzido com um requinte raramente dispensado Pa música carnavalesca, trazendo biografias sucintas de cada um três autores melhores classificados em cada categoria, ou seja, Frevo de Rua, Frevo Canção e Frevo de Bloco, mais as partituras com orquestrações e arranjos completos de cada música (boa parte deles assinados pelos maestro Marco FM e Fábio Valois). E ainda a biografia de Ed Carlos, que levou o prêmio de Melhor Intérprete, defendendo o frevo canção Biscuit de Elefante (João Araújo/Fátima de Castro).

Entre os autores classificados para a final há nomes de veteranos como Getúlio Cavalcanti, vencedor na categoria frevo de bloco, sua especialidade, com É Fantasia, ou J.Michiles, famoso pelos frevos canção, mas que venceu, em parceria com César Michiles, na categoria frevo de rua, com Caceteiro.  Entre os autores novos, Zé Manoel e Rafael Marques, destaques da geração contemporânea da música pernambucana. O primeiro como cantor e compositor, reconhecido nacionalmente, o segundo instrumentista, maestro e compositor do grupo Orquestra Malassombro. O demais autores, Clênio Lima (Três Amores), Luciano Magno (Moraes, Carnaval no Céu), Alexandre Rodrigues e Heleno Batista (Boêmio Sentimental), Carlinhos Monteverde (O Amor de Folião), Marcos de Lima (Frevo Rei),

Além das concorrentes, o livro traz também o novo hino da troça Segura o Talo, fundada na Fundaj, que instituiu uma categoria especial para um hino da agremiação, vencida por A Turma da Jaqueira Segurando o Talo, de Rogério Rangel. Claro, acompanha o livro um CD reunindo as dez composições finalistas. Ao compasso do Frevo foi lançando na Fundaj, em Casa Forte, no dia 12 de novembro, quando foram entregue os troféus aos vencedores do II Concurso Nordestino do Frevo, realizado neste 2022.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: