Frevo in USA: há dez anos o frevo entrava pela primeira vez nos Estados Unidos pela porta da frente

Neste 2022 completam-se dez anos desde que o frevo se tornou Patrimônio  Cultural e Imaterial da Humanidade, agraciado e reconhecido pela Unesco. E o Paço do Frevo comemora com um programação gigante. Vão às páginas do Paço e confiram. Outra efeméride menos badalada, e da maior importância também inteira dez anos: a primeira turnê  de uma orquestra de frevo nos Estados Unidos, em março  de 2012.
Orquestra de frevo já  havia ido aos EUA, mas para eventos circunstanciais, isolados, sem repercussão, feito o Vôo do Frevo, mais para as colunas sociais do que para colunas culturais. A SFO foi a convite do Lincoln Center, mais precisamente do trompetista Wynton Marsalis, que dirige o jazz at Lincoln Center.
A estreia da orquestra do maestro Spok aconteceu no David Rubenstein Atrium, um espaço  pequeno, para 150 pessoas, mas importante, com muito formadores de opinião na plateia. Tentando cair no passo estava lá  a cantora Angelique Kidjo, estrela da música do Benin, que atua em Nova Iorque, que conheceu o frevo um mês antes, quando veio ao Recife, para participar da abertura do carnaval a convite de Naná Vasconcelos.
A SFO se apresentou em Houston e Austin, no Texas, em Miami, e fez mais dois concertos em Nova Iorque. Um na sala de concertos  do The Performing Arts Center of Purchase College, em Purchase, interior  do estado  de Nova Iorque (locação das cenas finais do filme  Cisne Negro, de Daren Aronofsky, 2010), e no Zync Bar, no Village. Padrão Beco das Garrafas, reduto da bossa Nova, em Copacabana, com barzinhos de plateias ínfimas  e atrações superlativas.  Nessa noite foram conhecer o frevo, entre outros, o empresário  de Paul Simon, e Jon Pareles, editor de música do New York Times.

CODA
Uma pequena turnê que abriria as portas dos EUA para a Spokfrevo Orquestra, que voltou ao pais mais duas vezes, uma delas, em 2015, para participar do Rock in Rio Las Vegas.

 Nota – Através da Página 21, inscrevi um livro de crônicas sobre duas turnês da Spofrevo Orquestra pela Europa, umaz de um mês, no verão de 2010, e esta turnê americana, que tive o privilégio de acompanhar. O projeto não foi aprovado. No problem. Como dizem os gauleses: C’est la vie.

(na foto Bill Bragin, do Licoln Center, apresenta a Spokfrevo Orquestra, em sua estreia americana)

Um comentário em “Frevo in USA: há dez anos o frevo entrava pela primeira vez nos Estados Unidos pela porta da frente

Adicione o seu

  1. C’est la vie…tb vc?
    Pois é…imagine eu – sem fama ou grana … Décadas distante, nas Gerais…tempos s/tantas fotos…Teatro arte do efêmero… Caso leia, aquele abraço à cultura e à civilização, re-tentar…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: