Jingle Bell Rock mais uma vez é a mais tocada nas mídias sociais, mas há outras opções de canções que misturam natal com rock and roll

Pelas minhas observações instagrâmicas, Jingle Bell Rock foi novamente a canção natalina campeã da mídia social em 2022, o que vem acontecendo há pelo menos quatro anos. Não há explicação lógica para o sucesso. Talvez uma publicidade a tenha usado, ou simplesmente alguém postou, foi compartilhado e viralizou.

A música, de Joe Beal e Jim Boothe, lançada por Bobby Helms há 65 anos foi uma das primeiras, senão a primeira, canção a ligar o natal com o rock and roll. O próprio Bobby Helms hesitou em gravá-la, temendo estar cometendo um sacrilégio. Mas em parte alguma da letra há a palavra “natal”. Aliás, Helms denunciou que foi também autor de Jingle Bell Rock, sem receber o crédito.

Como acontece com músicas que tocam muito, Jingle Bell Rock já está ficando meio chatinha. Se a intenção é natal com rock and roll. Vão aqui algumas dicas (ainda se usa “dicas”?) de canções com esta união aparentemente anômala sinos com guitarras.

Brenda Lee – Rockin’ Around The Christmas Tree, composta por Johnny Marks, e lançada por Brenda Lee, em 1958, quando estava com apenas 13 anos. A música só estourou em 1960, e até os tempos atuais é muito tocada no natal pelos americanos.

Chuck Berry – Run Rudolph Run, de 1958, curiosamente a composição não é assinada por Chuck Berry, que raramente gravou música alheia. A música é atribuída ao citado Johnny Marks e Marvin Lee Broadie, mas foi feita por Berry. Johnny Marks é autor de Rudolph The Red-Nosed Reindeer. Não apenas autor, mas também dono do nome, registrado por ele. Chuck Berry foi processado, e desistiu da música, Só a gravou. Tornou-se a preferida dos roqueiros. A lista dos que a regravaram é extensa. Keith Richards gravou Run, Rudolph, Run no seu primeiro disco solo, um compacto, em 1979.

The Beach Boys – Little Saint Nicky, assinada por Brian Wilson (que afirma ser só dele) foi lançada em 1964, num álbum do grupo com canções natalinas. Brian Wilson a regravou em 2005.

The Kinks – Father Christmas, composta Ray Davies, e lançada em 1977. Esta é pesada, entrou no clima punk da época. Foi apresentada nos palcos pelos Kinks e por Ray Davies em apresentações solo.

Paul McCartney – WonderfulChristmasTime, gravada nas sessões do álbum McCartney II. Paul toca todos os instrumentos. Foi apresentada ao vivo com Paul e os Wings. Quando começaram a música, rolaram efeitos especiais natalinos, neve fake caiu sobre o palco. O guitarrista Laurence Juber não foi avisado, acabou enchendo a boca, e engasgando-se, com a neve de mentirinha.  

Elton John – Step Into Christmas, de Elton e o parceiro Bernie Taupin, escrita numa tarde de 1973, e gravada no mesmo dia. Foi a canção natalina mais executada na Inglaterra naquele ano. Foi também uma homenagem a Phil Spector, com uso do “wall of sound”, a orquestração “parede sonora”, criada por Spector.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: